terça-feira, 20 de outubro de 2015

AJOGUN

Ajogun

            O maligno atua sugestionando, levando vocês ao ódio. Ele visa unicamente prejudicar, induzindo-os a sentimentos mesquinhos, a procurar destruir seus desafetos com palavras de desprezo, calúnias, denegrindo a pessoa à surdina e semeando a discórdia. Esse invisível age com os meios de que dispõem, são provocadores de desarmonias, deixam vocês  descontrolados em relação ao dinheiro, leva-os a gastar mais do que ganham, dá origem a processos cancerosos, inibe todas as suas criatividades, desfazendo projetos sonhados, principalmente os que geram dinheiro (levando-os (as) ao total empobrecimento). Ajogun usa eguns sofredores, de índole perversa. Esses eguns se fixam em vocês, vampirizando-os; tão grande é o desespero que os afligem que acabam entrando num buraco negro do qual jamais sairão sem ajuda. A função do sacerdote Oluwo Olori, nesse caso, é adentrar no Ori de vocês, fazendo com que tirem a venda dos olhos e enxerguem com clareza o buraco negro de onde se encontram.  Há vezes em que o Oluwo não tem permissão para ajudá-los (as), pois estão tão cegos (as) no próprio ego, se sentindo tão auto-suficientes, tão orgulhosos (as), vaidosos (sa) e se sentindo tão bem dentro da soberba, que irão dizer: “- eu não preciso de ninguém, não preciso de ajuda, estou ótimo (a)”. Ajogun cresce, beneficia-se e aumenta cada vez mais suas angústias e dores, a ponto de desarmonizá-los (as) com intensa energia para depois sugá-los (as) aos poucos. Ajogun gera situações de esquizofrenia. Este tipo de ação nefasta é muito comum. Trata-se de ação perturbadora da mente. Os hospícios estão repletos desses indivíduos. Frequentemente, alguns enfermos, apresentam quadros mórbidos, estranhos, sem causa médica conhecida, e sem nenhuma lesão evidente; queixam-se de dor de cabeça, sensação de abafamento, ou crises de falta de ar sem serem asmáticos; são chamados de neuróticos incuráveis.  Ajogun atua também na psique induzindo a hábitos viciosos, a idéia fixa com opiniões radicais de ódios injustificáveis contra o próximo e contribue para o aumento do número dos desajustados psíquicos. A melhor forma de extirpar esses estigmas são vocês; façam uma higiene mental, exerçam ativo policiamento de seus atos e modifiquem seu modo de ser com ajuda dos ORÌSÁ e de seu Oluwo!
Não se iludam; o poder de Ajogun é tão grande, que seria impossível descrevê-lo em detalhes, mas sabemos que Ele exerce influência sobre as pessoas que deixam de absorver as energias cósmicas desligando-se do Divino. “Para enfrentar Ajogun é preciso que tenham conhecimento do poder de Deus e bastante proteção dos ORÌSÁ, mas, para afastar o maligno e neutralizar suas ações é importante fazer EBÓ, BORI, se entregar aos ensinamentos de `ORÚNMÌLÀ / IFÁ, amar a OLÓDUMÀRÉ (DEUS) sobre todas as coisas, aos ORÌSÁ e ao próximo como a nós mesmos”.
Devem perceber e se convencer de que o afastamento do Maligno está dentro de vocês, de suas conexões com o COSMO e com OLÓDUMÀRÉ (nosso DEUS maior).
Fonte;
Pesquisa do livro Apometria. Dr. José Lacerda de Azevedo.
Adaptada por IYANIFA Gbemi Sola